A `situação espinhosa´ de Bolsonaro

A `situação espinhosa´ de Bolsonaro

Porto Velho, RO - A movimentação suspeita do ex-assessor de Flávio Bolsonaro precisa ser esclarecida, o quanto antes para que não pairem dúvidas sobre o seu governo que começa em 1º de janeiro de 2019.

Diz a Folha, em editorial:

“Agora, contudo, a situação mostra-se particularmente espinhosa. Não se trata de uma manifestação desastrada de um dos ‘garotos’ (como o pai costuma referir-se aos filhos), mas de suspeita documentada acerca de movimentação financeira sem origem conhecida.

O caso torna-se mais nebuloso ao se saber que o assessor também fez depósitos em favor de sua filha —até recentemente empregada no gabinete de Jair Bolsonaro.

Para que não pairem dúvidas sobre a conduta do futuro chefe do Executivo e de seus familiares, é preciso que o caso seja esclarecido com presteza. As explicações dadas até agora para tantas operações permanecem insatisfatórias”.