Após acordo na Justiça do Trabalho STICCERO realiza eleições e ´Toco´ é reeleito presidente com 62% dos votos

Após acordo na Justiça do Trabalho STICCERO realiza eleições e ´Toco´ é reeleito presidente com 62% dos votos

Porto Velho, RO - Em um processo eleitoral realizado nesta quinta-feira (12), no Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil (STICCERO), o sindicalista Raimundo Soares da Costa, mais conhecido como Toco, foi reeleito presidente com 61,65% dos votos válidos, encabeçando a chapa “Unidade, Força e Luta”, com um total de 27 integrantes, tendo um percentual de mais de 70% de renovação. Do total de 652 filiados aptos a votar, 359 participaram do processo eleitoral, sendo que a chapa 1 teve 217, chapa 2 obteve 135, houve 3 votos brancos e 4 nulos.

Depois de um impasse entre as duas chapas, em que o processo eleitoral havia sido suspenso em janeiro deste ano por decisão da 4ª Vara do Trabalho, no processo nº 0000025-59.2018.5.14.0004, foi feito um acordo judicial que garantiu a realização das eleições de forma amplamente democrática, em que foram assegurados pontos importantes como a formação de uma comissão eleitoral com dois membros indicados por cada chapa; esta comissão foi presidida por Rogério Batista Pantoja, representante da CUT Nacional, escolhido de comum acordo. Para efetuar a coleta de votos, cada chapa indicou um mesário para as urnas, além de fiscais, o que assegurou total lisura do pleito.

A direção eleita para o quadriênio 2018/2022 apresentou como principais propostas de trabalho: fiscalização permanente nos canteiros de obras sobre as condições de trabalho, segurança e alimentação; manter total transparência junto à categoria, através da publicação de informativos e realização de assembleias para aprovar pautas de reivindicações, propostas de acordo ou greves e prestação de contas; não permitir redução de direitos com a Reforma Trabalhista; defesa dos atuais direitos previstos nos acordos e convenções coletivas; atividades de lazer, além de incentivo ao esporte e cultura; e criar a secretaria da Mulher Trabalhadora da construção civil.

A executiva eleita ficou composta por: Raimundo Soares da Costa, o Toco, na presidência; Elioni Sebastião Laia vice-presidente; Magno Barbosa de Oliveira secretário geral; Francisco Freitas Ferreira sec. finanças; Francisco José Rodrigues, o Chicão, sub-sec. finanças; Valderi da Costa Braga sec. social e esporte; Edson da Silva Santos sec. patrimônio; Flademir Bispo dos Santos, o Romário, sec. constr. leve; Luiz Felipe Eustaquia Rodrigues sec. mobilização e organização; e Daison Rodrigues sec. segurança. Além de suplentes, com destaque para Maria Aparecida Pereira Berto, única mulher que participou destas eleições; conselho fiscal e diretores federativos.