Após repercussão, procuradoria geral adjunta do município afasta o agente Sales

Após repercussão, procuradoria geral adjunta do município afasta o agente Sales

Porto Velho, RO - Após escândalos e voz de prisão, eis que mais uma vez a Procuradoria Geral Adjunto do Município, resolve afastar o servidor público municipal, Elcione José Sales, conhecido pelo nome de guerra SALES, agente da Semtran.

Sales, ficou popularmente conhecido após se envolver em várias arruaças, e muitas delas vestindo a farda da SEMTRAN, fazendo assim, com que seus colegas, pessoas de bem, ficassem visadas com os olhos negativos pela população Portovelhense.

No Diário Oficial do Município publicado nesta segunda-feira (14), com o Nº 5.694 e PORTARIA Nº 048/CD/PGM/2018, mais precisamente na página 14, o procurador geral adjunto do município de Porto Velho, no uso de suas atribuições legais, considerando os últimos acontecimentos relacionados ao servidor que foram amplamente divulgados pela mídia local, bem como nas redes sociais, resolve afastar o agente de trânsito Sales por 60 (sessenta) dias, prorrogável por igual período, sem prejuízo da remuneração, a fim de que, como acusado, não venha a influir na apuração dos fatos objeto do processo em referência.

Vale ressaltar, que no ano de 2017, o mesmo agente de trânsito já tinha sido afastado, conforme a Portaria nº 143/CD/PGM/2017, que foi publicada no DOM (Diário Oficial) Nº5.532 de 11 de Setembro de 2017. Naquela ocasião, o mesmo Procurador Geral Adjunto do Município de Porto Velho, resolveu reabrir o prazo processual para que voltasse o andamento dos trabalhos da Comissão Processante, constituída pela Portaria 115/CD/PGM/ 2015, datada de 05 de agosto de 2015 que trata de supostas transgressões disciplinares, narradas no PROCESSO nº 04.0035/CD/PGM/2015, que teriam sido cometidas pelo servidor público municipal ELCIONE JOSE SALES.

Ocorre, nobres internautas, que desde 2015 o agente de trânsito vem acarretando situações vexatórias para os demais agentes de trânsito. Sendo, que até agora os secretários que passaram pela Semtran tomasse alguma decisão de pulso firme.

Em contato com alguns agentes de trânsito que preferiram não ter seus respectivos nomes citados na matéria, eles foram uníssonos em afirmar que todos os colegas de farda tem medo de Sales.

Na quinta (10), a prefeitura de Porto Velho, por volta das 23h, veiculou uma nota pública; Informamos a todos que o agente municipal de trânsito, Sr. Elcione José Sales, envolvido no episódio, está há mais de trinta dias (30 dias) fora das escalas de serviço de fiscalização de trânsito, e que o mesmo já responde a processo administrativo por atos cometidos anteriores ao ano de 2017 - fatos esses reportados à Procuradoria Geral do Município (PGM), que é a responsável pela sindicância dos servidores públicos municipais.

Na última sexta (11), a equipe de reportagem esteve na Semtran, e em entrevista, o secretário, Carlos Costa, afirmou que não coaduna com qualquer agressão, e salientou, que a ação do agente Sales, é um caso isolado."Ressalto, que isso é um caso isolado. Os agentes de trânsito são pessoas trabalhadoras, que estão nas ruas com o intuito de educar, para que o trânsito em nossa capital posso fluir melhor", concluiu.

No sábado (12), o Programa "Vai Lá Sabido", juntamente com a equipe de reportagem do Newsrondonia, esteve na residência da família, que foi vítima da ação do agente de trânsito. A família agradeceu ao advogado Breno Mendes, que prestou atendimento e acabou sendo agredido e finalizou com a seguinte frase; "Eu tomara que essa seja a última vez que esse agente de trânsito faça isso com uma família. Existe um Deus lá em cima que olha por todos nós".