Butantan diz que vai exportar 54 milhões de doses extras da Coronavac se governo Bolsonaro não manifestar interesse

Butantan diz que vai exportar 54 milhões de doses extras da Coronavac se governo Bolsonaro não manifestar interesse

Porto Velho, RO - O presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, afirmou que irá exportar 54 milhões de doses da CoronaVac, desenvolvida pela chinesa Sinovac em parceria com a instituição, caso o governo Jair Bolsonaro não manifeste interesse na compra do imunizante contra a Covid-19

"O Butantan tem compromisso com outros países e se o Brasil declinar desses 54 milhões vamos priorizar demais países com que temos acordo", afirmou Dimas Covas, segundo o jornal Folha de S. Paulo. 

"Nosso contrato com o Ministério da Saúde é de 46 milhões de doses, não temos contrato adicional. Mas ainda não tivemos nenhum aceno neste sentido. Está na hora de decidir e se demorarmos não vamos conseguir ampliar esse número”, completou Covas. 

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse considerar inacreditável que "tenhamos o distanciamento entre aquilo que o Ministério da Saúde deveria agir solicitando mais vacinas que lhe são oferecidas e esta resposta não é dada".