Ciro Gomes diz que país sem ciência é "protetorado alheio" e promete 2% do PIB para inovação e tecnologia

Ciro Gomes diz que país sem ciência é

O candidato a presidente da República pelo PDT, Ciro Gomes, disse nesta quinta-feira (13) em reunião na Academia Brasileira de Ciências, no Rio de Janeiro, que "ciência é o outro nome da independência" e que um país sem independência é "protetorado alheio".

Durante a reunião, Ciro Gomes apresentou propostas e disse que pretende investir 2% do PIB em ciência, inovação e tecnologia.

"Ciência é o outro nome de independência. Um país que não tem independência é um protetorado alheio. E vou aqui perder alguns votos, mas vou dizer que vou estressar nossos cientistas porque o Brasil é apenas o 13º país em publicações científicas e o 76º em inovações tecnológicas. Isso tem de mudar", disse Ciro.

O candidato conversou com cientistas na academia e recebeu uma carta com dezenas de propostas para área.

Ele assumiu o compromisso de dar 'prioridade absoluta' à ciência e tecnologia. Ele disse que vai proibir o contingenciamento do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT) e revogar a Emenda 95 que criou o teto de gastos públicos.

"Revogaria, com toda a pressão da minha eleição, a Emenda 95, que é uma violência inominável. Uma lei com status de Constituição que proíbe a expansão em investimentos nas áreas de educação, saúde, segurança pública, ciências, cultura e infraestrutura por 20 anos", disse Ciro.