Coluna Porta Aberta

Coluna Porta Aberta

Porto Velho, RO - Vereadora Laudeci Menezes, em pronunciamento feito do parlatório da Casa Mirim, enfatizou com bastante ênfase, a necessidade da contratação de profissionais com especialização em Libras. Realmente a vereadora se atentou para uma situação que deveras, é carente nas reuniões das comissões que são abertas ao público, como também nas reuniões normais de todas as segundas feiras dias de calorosos debates e, que não se pode ignorar a presença dessas pessoas que comparecem ao local.

Falantes

Uma semana após a coluna tecer críticas a falta de debate entre os vereadores de Rolim de Moura e, realizar uma sessão relâmpago sem nada em pauta para discutirem, desta vez, na última sessão do mês no dia 30 de setembro, seis dos nobres edis usaram a tribuna da Casa de Leis. Realmente nossos elogios para os representantes do povo, é assim que se devem comportar em suas jornadas de trabalho nos dias de sessões, debatendo, sugerindo e criticando dentro da legalidade e razoabilidade e, não fazendo o papel de dorminhocos. É bom salientar para os vereadores que não possuem líder no parlamento mirim, podem se inscreverem na Secretaria legislativa da Casa de Leis, e quando findarem seus pronunciamentos, requererem o direito à liderança do partido, podendo falar mais um pouco como líder do partido, em vez de ficar mendigando mais um minutinho.

Exploradores

No começo tudo é mil maravilhas, mas depois o caldo engrossa, assim, está acontecendo com as cobranças da empresa Águas de Rolim, onde a maioria da população já está bastante irritada. Os tantos milhões que iriam injetar em tratamento com saneamento básico nos primeiros anos, até agora, nada foram investidos pela empresa, entretanto, já se comenta um aumento abusivo na ordem de quase vinte por cento que recairão no lombo dos contribuintes. A outra empresa que está sendo bastante contestada pelos contribuintes, é a Energisa, onde os talonários sobem a cada dia e, os consumidores não sabem mas a quem apelar, embora muitos desses atuais deputados estaduais fizeram parte dessas articulações escabrosas.

Vixi Maria

Construção de Ginásio Poliesportivo em Rolim de Moura, sempre é um assunto que carece de muita atenção. O primeiro foi Emerson Schebauer, que terminou desmoronando por falta de reparos e o outro localizado na 25 de Agosto, bairro Cidade Alta, em várias gestões envolveu um oceano de dinheiro para sua conclusão. Mesmo com todo empenho do prefeito Luizão do Tento, o antigo Emerson Shebauer, abriu ordem de serviço em meados de março e, sua conclusão prevista para o dia 6 de dezembro, que provavelmente pelo andar da tartaruga, dificilmente o prazo irá ser cumprido pela empresa.

Sem previsão

Muitas nuances aconteceram para que a reconstrução do ginásio Emerson, começasse de forma acelerada, pois outra empresa teria feito as bases diferenciadas ao do projeto, o que decorreu em longa corrida jurídica entre as partes envolvidas. A obra está orçada em quase 1 Milhão e Oitocentos Mil Reais, mas pelo que a coluna observou apenas quatro funcionários da empresa estavam no local trabalhando, o que realmente dificulta o avanço da construção para que seja entregue no início de dezembro. Uma fonte dentro do próprio canteiro da obra, nos adiantou que o empresário teme acelerar a obra e demorar em receber, visto, que o dinheiro é liberado pela Caixa Econômica Federal, e é uma verdadeira lambança para medir e concluir o pagamento.

Caiu mau

Não soou bem o corte de alimentação para os acompanhantes no hospital municipal de Rolim de Moura, Amélio João. Muitas vezes são pessoas carentes que já estão hospitalizadas devido a frágil alimentação dentro do seu próprio lar e, o acompanhante geralmente é um dos filhos ou parentes próximos, que também possuem as mesmas dificuldades de alimentar. Mais independente da situação, cortar um prato de sopa para um acompanhante, é deveras um ato bastante radical da direção do hospital municipal Amélio João. Seria de bom alvitre, que a secretária e demais diretores do hospital, repensassem essa maneira abrupta de agir contra os acompanhantes, que é de suma importância para o hospitalizado como para a própria direção do hospital nos casos de urgência de alguns dos internados na mesma sala.

 Sem perspectiva

O vice-governador Zé da Jodan, sempre se demonstra um homem solícito comparecendo na Casa de Leis de Rolim de Moura, para fazer algumas explanações sobre o Governo do Estado. Na última sessão do mês de setembro, mais uma vez veio falar das dificuldades e alfinetou o ex-governador Confúcio Moura, alegando que o mesmo deixou uma situação embaraçosa para Marcos Rocha, o que está impedindo de o estado avançar em outras ações. Os vereadores questionaram Zé da Jodan, sobre a Polícia Militar em Rolim de Moura, que foi transformada em batalhão, mas, que até agora em nada acrescentou, pois, a tropa está com desfalque o que impede a polícia local de avançar contra o crime.

Safando

Em se tratando de Rolim de Moura, até agora a figura do vice-governador Zé da Jodan, em nada adiantou para o município, visto que as carências continuam se perpetuando uma vez que falta ações mais enérgicas por parte daqueles que se prontificaram em ajudar o município de Rolim de Moura, principalmente no quesito saúde. Os vereadores até questionaram Zé da Jodan, sobre a contratação de médicos com especialização, mas, ele foi taxativo em dizer que a situação estava difícil, citando inclusive algumas frases sobre o que poderia acarretar, caso o Governo do Estado, cedesse médicos para Rolim de Moura, teria as penalidades previstas junto ao MP.

Tá difícil

Das diversas vezes que Zé da Jodan, compareceu à Câmara de Vereadores de Rolim de Moura, na verdade nada de palpável foi aproveitado, mas, mesmo assim foi levantada a hipótese de ele conseguir intermediar junto ao Secretário de Estado da Saúde, médicos especialistas como urologista, cardiologista, ortopedista e dermatologista, que possam vir fazer atendimento uma vez por semana, mas, nada de concreto ficou confirmado entre ele e os nobres edis, que apenas observaram atentamente as lamentações do vice-governador. Enquanto isso, a proposta de que seu propósito na vida pública era melhorar o atendimento na saúde da capital da Zona da Mata, continua distante, ficando apenas no campo da promessa.

Chegando as águas

Já estamos praticamente no período das águas e, com absoluta certeza não vamos ter nem os trabalhos da operação tapa-buracos concluídas, visto o grande número de ruas e avenidas totalmente esburacadas. O prefeito chegou a falar pessoalmente para esse colunista, que o problema não seria dinheiro e sim, o material que estava sendo difícil de comprar. E assim vai ficar mais feia a coisa até o término das chuvas. Na Recife no quarteirão dos dois lados da UPA e supermercados Irmãos Gonçalves, precisa mesmo é de uma boa cobertura de lama asfáltica, pois só está ficando o farelo de concreto.

Crateras

Outro local que merece uma atenção especial com urgência, é a rua Tocantins, principalmente em frente ao Centro Educacional de Rolim de Moura, são muitos buracos e a comunidade que reside por ali, clamam por melhorias. As kombis e vans, que carregam os alunos do CER, estão tendo dificuldades para entra e sair, sem falar nos motoristas e motociclistas que utilizam aquela artéria em alta velocidade, manobras bruscas, abusivas e irresponsáveis, podendo causar acidentes de alunos, já que nas imediações precisa de muita atenção, pois são pessoas especiais.

Cobrança

O vereador Wender Nogueira (Podemos), em seu pronunciamento no parlatório da Casa de Leis, cobrou enfaticamente da empresa águas de Rolim de Moura, a necessidade premente de instalar um eliminador de AR, no hidrante, onde marca a quantidade de água consumida pelo usuário do H20. O vereador quer que à agência reguladora, Ageron, agilize junto a empresa Águas de Rolim, pois, para ele os usuários do sistema estão sendo lesados com a quantidade de AR, o que acarreta em mais despesas no bolso para o consumidor.

Sem comentários

Muitas reclamações por parte dos produtores e pessoas, que buscam solucionar problemas atinentes a Sedam em Rolim de Moura. Com a saída lá do órgão que funcionava ao lado do Sine em instalações precárias, alguém teve a péssima ideia de transferi o atendimento para a Representação do Governo, mas, não se atentaram para o sistema de mobilidade e, também as pessoas com idades avançadas, que não conseguem escalar aquela gigantesca escada, para chegar até o segundo piso onde está funcionando o órgão.

Edificante  

O prefeito Luizão do Trento, vai deixar uma das marcas indeléveis da sua administração, que é Centro de Reabilitação de Rolim de Moura. Realmente foi inaugurada uma obra que merece atenção e elogios de toda população, diante das necessidades do dia-a-dia, onde manterá diversos atendimentos, terapia ocupacional, fisioterapia, fonoaudiologia e outras de sumas prioridades. Quem compareceu no ato de inauguração, ficou surpreendido que o Centro de Reabilitação, vai oferecer para centenas de pessoas acometidas dos mais diversos problemas.