Conselhos podem desestabilizar administração de Glaucione em Cacoal

Conselhos podem desestabilizar administração de Glaucione em Cacoal

Cacoal, RO - Sem muito alarde, os conselhos municipais realizaram eleições neste fim de ano e uma situação curiosa é que um dos concorrentes nas eleições municipais em outubro, o Dr. Marco Aurélio Vasques, terceiro colocado entre os concorrentes, conseguiu, de forma muito bem articulada, ser eleito presidente do Conselho Municipal de Saúde, além de colocar importantes aliados na diretoria, entre os quais o Ulisses Maforte da Mata e o Andre Nunes Torres.

Outro aliado importante do candidato do DEM nas eleições passadas, o Vilmar Kemper, conseguiu eleger-se presidente do Conselho de Meio Ambiente. Tamanho protagonismo de um concorrente da prefeita eleita, a hoje deputada Glaucione Rodrigues (PMDB), é visto com preocupação por seus apoiadores.

Eles temem que esses conselhos possam trabalhar para desestabilizar e atrapalhar os trabalhos do futuro staff governativo, utilizando-se de chicanas e manobras burocráticas.

Sob a condição de anonimato, uma dessas pessoas afirmou que o Dr Vasques pretendia ser candidato oficial do PMDB, com o apoio do governador Confúcio Moura, mas a vinda da deputada para as fileiras do partido acabou por inviabilizar sua candidatura por essa agremiação.

“Meu temor é que, em vez de um trabalho coerente levando em conta os interesses da população, esse grupo aja com propósitos de promover vingança por ter perdido as eleições. Entendo que os conselhos são importantes e, quando a diretoria faz um bom trabalho, ajuda na fiscalização e com isso tanto quem administra a cidade quanto a população pode ser muito beneficiada.

O problema é que, se as pessoas que comandam os conselhos resolverem fazer politicagem, toda a população acaba prejudicada. Os conselhos, especialmente os mais importantes como o da Saúde, tem um grande poder na condução das políticas públicas. Nossa preocupação é que, por seu protagonismo, se não houver bom senso daqueles que os comandam, podem criar problemas fictícios e arranjos meramente burocráticos para inviabilizar os trabalhos de quem comanda a administração municipal”, enfatizou.

Apesar dessas preocupações, a prefeita eleita demonstra confiança de que o povo de Cacoal que lhe concedeu o privilégio de ser eleita com expressiva votação vai dar-lhe o apoio necessário para que ela possa colocar o nosso município novamente nos trilhos. No que diz respeito especialmente à saúde pública, a deputada e agora prefeita eleita tem expertise e conhecimento acumulado de anos de experiência como servidora pública e principalmente como Secretária Municipal de Saúde com bastante protagonismo.

Graças ao reconhecimento pelos serviços prestados na saúde pública, ela foi eleita a vereadora proporcionalmente mais bem votada em todo o país, tendo obtido quase 10% dos votos válidos em uma disputa com dezenas de candidatos.

A carreira de Glaucione foi muito mais além e o que era um reconhecimento apenas local transcendeu as fronteiras e ela viria a ser, por dois mandatos consecutivos, uma das parlamentares mais bem votadas do Estado.

*Daniel Oliveira da Paixão é jornalista e atua profissionalmente desde 23 de setembro de 1987, mas antes já havia participado como articulista e como freelance para jornais e emissoras de rádio do país. O jornalista, que hoje atua no serviço público, despertou a paixão pelo jornalismo e literatura desde criança e na juventude conquistou o 1º lugar no CREFS (Concurso Regional de Fátima do Sul-MS) e na seqüencia o 3º lugar no CREMS (Concurso Regional de Mato Grosso do Sul), ambos em 1981.

Comente esta Notícia