Eric Faria: ´Otimismo é grande´ no Flamengo por acerto com Rueda

Eric Faria: ´Otimismo é grande´ no Flamengo por acerto com Rueda

Reinaldo Rueda é colombiano (Foto: AFP)

Rio de Janeiro, RJ -
O colombiano Reinaldo Rueda está próximo de ser anunciado como novo treinador do Flamengo. Ex-comandante do Atlético Nacional e técnico do clube na conquista da Libertadores da América do ano passado, o nome ganhou força após a negativa de Roger Machado, ex-Atlético-MG, e deve ser confirmado até quarta-feira pela direção rubro-negra, segundo o repórter Eric Faria, da TV Globo. O jornalista diz que o clube está otimista, apesar de adotar uma postura cautelosa, e vê o nome do colombiano à frente de nomes nacionais na preferência da torcida rubro-negra (assista ao vídeo)

- A negociação avançou muito nas últimas horas. O presidente (Eduardo) Bandeira de Mello e o Rodrigo Caetano são muito cautelosos, mas há um otimismo de que o Reinaldo Rueda possa ser anunciado entre hoje (terça) e amanhã como técnico do Flamengo - disse, no "Seleção SporTV". 

Para Eric Faria, Rueda deve ter mais aprovação por parte da torcida do que a primeira opção da diretoria, que era Roger Machado - ele agradeceu, mas recusou a proposta. O jornalista diz não ter notado satisfação por parte dos rubro-negros nem relação a Roger, nem a outros brasileiros que chegaram a ser citados, como Jorginho. 

- A primeira opção do Flamengo era o Roger. Sem o Roger e sem a possibilidade de ter alguém que agrade a torcida... Inclusive o Roger, não era o primeiro nome da torcida. Pelo menos a gente percebeu em manifestações em redes sociais, era de fato o nome do Rueda (o preferido entre os cotados). A negociação com técnico colombiano avançou muito, muito mesmo nas últimas horas - completou. 

Rueda, que estava na Europa, retorna nesta terça-feira para a Colômbia. Segundo o repórter, a diretoria rubro-negra aguarda apenas a resposta. 

- O Flamengo tem essa possibilidade de fechar com o Rueda, a questão é o tempo (...) O Flamengo fez o que tinha que fazer, apresentou as propostas, os números, e está pelo sim ou pelo não. Ele voltando talvez tenha uma situação mais clara para responder ao Flamengo, mas diria que o otimismo é grande - repetiu. 

Na opinião de Eric, o único fator que pode pesar é o sonho do treinador de voltar a comandar a seleção da Colômbia. Embora tenha disputados duas vezes a Copa do Mundo como técnico, ele nunca esteve no Mundial no comando da própria seleção - foi para a África do Sul com Honduras e esteve no Brasil com a seleção do Equador.  

- A questão é que o técnico tem um sonho que é voltar a ser técnico da seleção colombiana. Ele dirigiu a Colômbia, assumindo (em 2004), em uma situação de eliminatória para a Copa da Alemanha, pegou a Colômbia muito mal, e conseguiu fazer um belo trabalho de recuperação, mas não conseguiu (a vaga). Ele tem esse desejo - lembrou. 

Comente esta Notícia