Estão no álbum, mas fora da Copa: Coreia do Sul e França têm maior lista de ausentes

Estão no álbum, mas fora da Copa: Coreia do Sul e França têm maior lista de ausentes

O álbum da Copa do Mundo serve como uma espécie de prévia dos jogadores que o público vai ver em campo nas principais seleções. Mas quase sempre existe algum "intruso" que não conta com a confiança do treinador na convocação final. Para o Mundial da Rússia, 92 jogadores que estão no álbum ficaram fora de suas equipes.

+ Confira a lista completa dos convocados para a Copa

Coreia do Sul e França são as seleções que contam com mais jogadores na publicação, mas que não estarão nos campos na Rússia. O país asiático tem oito ausentes, enquanto a campeã do mundo em 1998 tem seis, com nomes como Lacazette e Rabiot.

Nomes de peso como Göetze, autor do gol do título da Alemanha na Copa de 2014, e os companheiros Sané e Can foram preteridos pelo técnico Joachim Löw, mas ganharam seus cromos. Astros como Morata e Nainggolan, de Espanha e Bélgica, respectivamente, também não vão à Copa, no entanto, receberam o "prêmio" de consolação no álbum.

Excluídos da Copa reagem entre revolta e resignação

No Brasil, apenas Daniel Alves, que se lesionou e não estaria apto a tempo para disputar a Copa, e Giuliano ficaram fora, mantendo a tradição brasileira de ter sempre algum ausente na publicação. Na Copa de 1998, Romário estava no álbum e acabou cortado há poucos dias do Mundial. Em 2002, foi a vez do volante Emerson, que seria o capitão, mas se machucou e ficou fora. Em 2010, Adriano e Ronaldinho Gaúcho e André Santos tiveram suas figurinhas e não foram convocados por Dunga. Já em 2014, foi a vez de Robinho ser o "intruso".

Peru, México, Suécia, Panamá e Senegal são as seleções que contam com 100% de aproveitamento, com todos os jogadores convocados no álbum.

Veja a lista dos jogadores presentes no álbum que não irão à Copa:

Rússia - Viktor Vasin, Dmitri Kombarov, Denis Glushakov, Dmitry Poloz e Alexsandr Kokorin.

Arábia Saudita - Abdullah Al-Zori, Salman Al-Moasher, Naway Al-Abed e Nasser Al-Shamrani

Egito - Ramy Rabia, Ahmed Hassan e Amr Gamal

Uruguai - Mathías Corujo, Arévalo Rios, Álvaro González, Nicolas Lodeiro e Diego Rolán

Portugal - Eliseu, Danilo Pereira, André Gomes e Nani

Espanha - Álvaro Morata e Vitolo

Marrocos - Foudad Chafik e Rachid Alioui

Irã - Vouria Ghafouri e Jalal Hosseini

França - Lucas Digne, Layvin Kurzawa, Laurent Koscienly, Adrien Rabiot, Alexandre Lacazette e Anthony Martial

Austrália - Mitchell Langerak, Bailey Wright, Ryan McGowan e James Troisi

Dinamarca - Andreas Bjelland, Peter Ankersen, Riza Durmisi e Nicklas Bendtner

Argentina - Sergio Romero, Funes Mori, Enzo Pérez e Mauro Icardi

Islândia - Vidar Orn Kjartansson

Croácia - Marko Rog e Mario Pasalic

Nigéria - Ola Aina, Mike Agu e Moses Simon

Brasil - Daniel Alves e Giuliano

Suíça - Admir Mehmedi e Eren Derdiok

Costa Rica - Michael Umaña

Sérvia - Matija Nastasic, Nikola Maksimovic, Jagos Vukovic, Nemanja Gudelj e Mijat Gacinovic

Alemanha - Emre Can, Leroy Sané e Mario Götze

Coreia do Sul - Kim Jin-Su, Kwak Tae-Hwi, Hong Jeong-Ho, Kwon Chang-Hoon, Nam Tae-Hee, Han Kook-Young, Lee Chung-Yong e Ji Dong-Won

Bélgica - Radja Nainggolan

Tunísia - Aymen Abdennour, Youssef Msakni, Taha Yassine Khenissi, Yoann Toughzar e Ahmed Akaichi

Inglaterra - Joe Hart, Ryan Bertrand, Oxlade-Chamberlain e Adam Lallana

Polônia - Krzysztof Maczynski

Colômbia - Giovanni Moreno, Teófilo Gutierrez, Edwin Cardona, Yimmi Chará e Duván Zapata

Japão - Shusaku Nishkawa, Masato Morishige, Hiroshi Kiyotake e Yaya Kubo