Ex-prostituta vira a vereadora mais querida do Brasil

Ex-prostituta vira a vereadora mais querida do Brasil

Manacapuru, AM - Eleitores em todo o mundo decidiram se distanciar dos candidatos tradicionais. A pequena cidade de Manacapuru (99 km de Manaus) não seria exceção. Na cidadezinha do estado do Amazonas, a Coroca, mulher de 32 anos e com nome verdadeiro Francisca da Silva, venceu as eleições, tornando-se uma das vereadoras do município. A sua candidatura foi apoiada por taxistas locais que convenceram Coroca a se candidatar.

A mulher do povo recebeu apoio de feirantes e comerciantes. A cidade de Manacapuru tem 95 mil habitantes e é marcada por ruas sujas devido à paralisação da coleta de lixo e esgotos a céu aberto, que comprovam a má administração local. Os cidadãos não estão satisfeitos com o mandato do atual prefeito, Jaziel Tororó (PMBD). No panfleto da campanha eleitoral da candidata, ela aparece maquiada e vestida de roupa sóbria preta. Não esqueçamos o lema: "Por insatisfação e revolta vote…!!! Coroca". A campanha custou apenas R$ 155.

O resultado das eleições surpreendeu todos, a vitória pôs de cabeça para baixo a vida de Francisca da Silva, Coroca. A mulher que começou a se prostituir aos 11 anos de idade, chegando a fazer programas por R$ 10, e que vive em uma casa miserável com seus pais e três filhos, não esperava tal resultado. A vitória lhe trouxe popularidade local, hoje em, Francisca é recebida com sorrisos e muitos se referem a ela como "minha vereadora".

A partir da próxima semana, o salario dela será de R$ 7.800 e ainda poderá nomear até quatro funcionários. Citada pela Folha de S.Paulo, Coroca se comparara a Maria Madalena, personagem bíblica que, mesmo tendo sido prostituta, foi perdoada. "Os humilhados serão exaltados. Maria Madalena foi uma prostituta, e Deus deu oportunidade pra ela. Por que não posso ganhar também? Sou mulher também", disse Francisca.

Como destacou o taxista Santana, um dos idealizadores da candidatura, os eleitores não exigem muita coisa de Coroca. "É só para ajudar na melhoria da vida dela, é uma pessoa necessitada. Não precisa fazer nada, mas a gente espera que ela nos surpreenda", disse Santana também citado pela Folha. Com informações da Sputnik News Brasil.

Comente esta Notícia