Facebook vai avaliar se os usuários são ou não de confiança

Facebook vai avaliar se os usuários são ou não de confiança

A gestora de produtos do Facebook, Tessa Lyon, confirmou em entrevista ao The Washington Post que a rede social avalia se os seus usuários são ou não de confiança. Apesar desta confirmação, a executiva não revela os critérios que levam a rede social a classificar seus usuários, pois caso contasse estaria colocando o sistema em causa.

Apesar disso, Lyon revela que o sistema de avaliação de confiança tem uma escala de zero a um e leva em conta se alguém costuma denunciar publicações. Esta é a única métrica conhecida deste sistema e, ainda assim, não nos permite saber como a confiança é verificada.

Contudo, denunciar uma publicação não significa que alguém comece a ser tido como alguém de confiança pelo Facebook, até porque essa denúncia pode ser apenas motivada por divergência ideológica. “Gosto de fazer a piada que, se as pessoas denunciassem apenas as coisas que eram mesmo falsas, este trabalho seria tão fácil! As pessoas costumam denunciar coisas apenas porque discordam delas”, explicou Lyon.

Segundo o The Next Web, a revelação da existência desta iniciativa está relacionada à aproximação das eleições intermediárias nos EUA. Com a polêmica das eleições presidenciais de 2016 e das múltiplas acusações de o Facebook ter ajudado a um resultado manipulado, não admira que a empresa queira prevenir uma situação semelhante.