Fósseis de preguiça gigante e mastodonte parente do mamute serão doados ao museu da memória rondoniense

Fósseis de preguiça gigante e mastodonte parente do mamute serão doados ao museu da memória rondoniense

Porto Velho, RO - O Museu da Memória Rondoniense vai receber nessa terça-feira (8), às 15h, mais de 80 espécies de fósseis que foram encontrados no Rio Madeira. Os fósseis serão repassados ao Governo de Rondônia pelo Departamento Nacional de Produção Mineral de Porto Velho, onde serão estudados no Museu da Memória Rondoniense.

São fósseis de preguiça gigante, toxodonte, espécie parecida com hipopótamo e mastodonte, parentes dos mamutes. Crânios completos, mandíbulas, vértebras e longos ossos com aproximadamente 45 mil anos.

Os fósseis estavam sendo traficados após serem encontrados nos garimpos do Rio Madeira e agora serão repassados ao museu para estudos taxonômico, que são estudos que vão identificar as espécies dos fósseis, posteriormente serão realizadas análises ambientais e idade.

Segundo a diretora do museu e paleontóloga, Ednair Rodrigues, esses fósseis são específicos de uma idade.“São fósseis do período pleistoceno e foram extintos na era do gelo, de ante mão já dá para sabermos uma idade prévia, o que equivale há quase 45 mil anos” afirma Ednair.

O museu é administrado pela Fundação Cultural do Estado de Rondônia (Funcer), conta com horário de funcionamento de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, e além dos mais de 80 fósseis que vão integrar o acervo do museu, o espaço já possui mais de 120 fósseis e poderá ser estudado uma vez que apresenta especialista na área da paleontologia.