Lenha na Fogueira por Zekatraca

De repente nos deparamos com esse questionamento nas redes sociais. O que mais nos deixa com “a pulga atrás da orelha”, é que a dita postagem, foi feita pelo presidente de uma escola de samba do grupo especial das escolas filiadas à Fesec.

*******

Aí a escola de samba Asfaltão anuncia seu tema para o próximo carnaval, durante a festa em comemoração aos 79 anos do Bainha que ele terá sua história contada na avenida, pela escola do Tigre.

*******

Presente a comemoração o presidente da Funcultural de Porto Velho e sua diretoria. Agora, é preciso que a prefeitura de Porto Velho através da Funcultural venha a público dizer que GARANTE os desfiles das escolas de samba no carnaval de 2018.

*******

Semana passada os dirigentes das escolas de samba de Porto Velho se reuniram com o representante do presidente da Funcultural nosso amigo Altair dos Santos Lopes -Tatá e ficou decidido que os desfiles acontecerão no domingo de carnaval, ou seja, dia 11 fevereiro.

*******

Essa data já complica um pouco, pois cai no segundo domingo de fevereiro. Acontece que levando-se em consideração que o orçamento do município só abre no mês de março, se os dirigentes da Funcultural e da Fesec, não providenciarem até o mês de outubro (no máximo), os recursos para que os desfiles das escolas aconteçam conforme o programado, o tempo vai ficar exíguo.

*******

Na realidade, a burocracia para este tipo de evento está cada vez maior. O prefeito criou uma secretaria especifica para viabilizar recursos para tudo quanto é ação municipal, realizada pela prefeitura o que vem emperrando muito.

******

Antes eram necessários no mínimo 45 dias, para a aprovação e liberação de recursos via convênio, agora com a nova Secretaria o negócio ficou ou está feio.

******

Se a Funcultural não abrir agora, o Processo Carnaval 2018 – Desfile das Escolas de Samba, Baile Municipal e Apoio aos Blocos com certeza, não teremos em especial, desfile de escola de samba no dia 11 de fevereiro.

******

Outra decisão tomada na reunião citada, foi a que decidiu, que os desfiles das escolas de samba caso aconteça, vai ser no Parque dos Tanques e não no Espaço Alternativo como queria Ocampo Fernandes.

******

Aliás, parece que os Blocos de Trio também não aceitaram desfilar no Espaço Alternativo, pois ali não tem como o Trio Elétrico fazer a volta. Só se retornar pela rua Lauro Sodré o que fica inviável.

********

O interessante, é que o governo do estado, já autorizou o Rodnei Paes da Sejucel a transformar o Parque dos Tanques em Centro de Multieventos e o prefeito de Porto Velho Hildon Chaves semana passada, anunciou que vai retomar as discussões para a construção do seu Centro Multieventos no Aeroclube. Não seria melhor realizar um Projeto só, em parceria?

*******

Tudo isso veio a tona, justamente porque a escola de samba Asfaltão anunciou que seu enredo para 2018 será a história do nosso maior sambista o Bainha.

*******

Porém, para que não trabalhemos os sambas, as alegorias e as fantasias na incerteza se vai haver ou não os desfiles. Precisamos que a prefeitura através da Funcultural assuma publicamente que vai haver repasse financeiro para as escolas de samba. Se não houver repasse, tenho quase certeza, que não haverá desfile.

*******

A resposta aquele dirigente de escola de samba, que postou nas redes sociais, questionando se vai haver os desfiles das escolas de samba de Porto Velho, deve ser dada imediatamente.

*******

A palavra primeiro está com o prefeito Hildon Chaves e depois com o presidente da Funcultural Antônio Ocampo Fernandes! Vai ou não Vai?

Comente esta Notícia