Moro se insurge contra derrotas da Lava Jato e defende blindagem de Dallagnol

Moro se insurge contra derrotas da Lava Jato e defende blindagem de Dallagnol

Porto Velho, RO - O ex-ministro da Justiça e ex-juiz Sérgio Moro se mostrou insatisfeito nesta segunda-feira (7), com as derrotas que a Operação Lava Jato vem sofrendo. 

Em seminário que discutiu o futuro do combate à corrupção no Brasil, Moro disse que a Lava Jato está sofrendo "reação do sistema" e criticou as iniciativas que visam punir o procurador Deltan Dallagnol pelas irregularidades que cometeu à frente da equipe de investigadores em Curitiba. "Vejo esses processos no CNMP e não consigo ver com clareza nada relevante que justifique uma punição disciplinar ao procurador." 

Dallagnol deixou a coordenação da força-tarefa na semana passada e será julgado nesta terça-feira (8) pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) em dois processos que miram publicações em redes sociais e por atitudes de promoção pessoal.

Moro se rebelou à eventual punição de Dallagnol colocando-se do lado da corporação de procuradores que faz oposição ao Procurador Geral da República Augusto Aras. Para o ex-juiz,  os processos no CNMP constituem um "passo perigoso, contrário à independência do Ministério Público".

As declarações de Moro foram feitas durante o 5º Seminário Caminhos contra a Corrupção, evento Organizado pelo Instituto Não Aceito Corrupção (Inac) e que teve a presença de acadêmicos, representantes da sociedade civil, e figuras de destaque da política e do Poder Judiciário, informa O Estado de S.Paulo. 

Recentemente, a Operação Lava Jato se tornou alvo de críticas do procurador-geral da República, Augusto Aras, e sofreu derrotas no Supremo Tribunal Federal (STF).