Notícia falsa que MEC vai comprar 500 mil vibradores se espalha nas redes sociais

Notícia falsa que MEC vai comprar 500 mil vibradores se espalha nas redes sociais

Brasília, DF - Circula pelo Facebook uma notícia que diz que o Ministério da Educação e Cultura (MEC) irá comprar e distribuir gratuitamente 500 mil vibradores de borracha para uso nas escolas. Não é verdade.

O texto diz que as empresas interessadas poderão encaminhar propostas até o dia 15 e que o MEC dará início ao certame na modalidade "concorrência".

O Ministério da Educação e Cultura diz que a notícia é "inteiramente falsa" e já foi publicada outras vezes na internet. De acordo com o órgão, o texto foi remodelado, mas a própria montagem do Diário Oficial, sem data, já denota a não veracidade das informações.

Além disso, uma pesquisa rápida no Diário Oficial da União mostra que não há nenhuma menção a essa licitação.

A falsa notícia afirma que o edital prevê a compra de objetos com até 22 cm ao custo de R$ 284,40 mil. O texto finaliza ainda dizendo que os vibradores irão compor um kit com livros e CDs para entender a sexualidade e que ele "não será entregue a alunos, mas às escolas".

Apesar do tom de deboche da publicação em vários trechos, o texto tem bombado na web e as pessoas, acreditado em seu teor.

"Meu Deus, onde vamos parar?", questiona uma das pessoas que compartilharam o link. "Lamentável esse governo. Ridículo. Tanta coisa de útil pra fazer", afirma outro.

"Nada contra o ensino da compreensão da sexualidade em sala de aula, mas será este o momento no país de onerar mais ainda os cofres públicos?", pergunta um usuário do Facebook.

Comente esta Notícia