O poder de alavancagem da inteligência colaborativa

O poder de alavancagem da inteligência colaborativa

Inteligência Colaborativa é a capacidade de compor forças de trabalho para alavancar resultados. Você já imaginou o quanto o seu dia renderia a mais se tivesse mais colaboração? Quanta energia pouparia se tivesse menos atrito no trabalho ? Como seria mais fácil encontrar soluções se tivesse mais gente para pensar com você ?

Todos sabem que várias cabeças podem pensar mais que uma. Que a união faz a força. Que juntos podemos muito mais. O problema que sem Inteligência Colaborativa um atrapalha o outros, a confusão se estabelece e nada acontece.

Você deve conhecer pessoas, que sempre encontram alguém com disposição para ajudá-las. Que parecem nunca estarem só para enfrentar suas dificuldades. Tem sempre alguém para compartilhar suas alegrias, tristezas, dúvidas e ideias.

Por outro lado, pessoas com baixa Inteligência Colaborativa costumam dizer: “que a única mão que podem contar é aquela que está no final do seu braço.” Parecem que levam o mundo nas costas e não encontram pessoas para ajudá-las nos momentos mais difíceis.

Se você sente que poderia ir mais longe se tivesse mais apoio e colaboração, está mais que na hora de desenvolver a sua Inteligência Colaborativa.

Não há dúvida que numa sociedade hiperconectada, como a que vivemos hoje, as chances de sucesso pessoal ou profissional são mínimas para aqueles que carecem de inteligência colaborativa assim como a inteligência relacional. A boa notícia que essas inteligências podem sim ser desenvolvidas.

Desde o advento da Internet, que revolucionou a nossa forma de viver, as empresas que aprenderam a construir redes colaborativas, se tornaram as mais ricas e poderosas do mundo. Entre elas estão o Google, que torna-se uma potência por indexar trilhões de sites ao redor do mundo. O Facebook que construiu um impérios com sua rede social que se fosse um país seria o terceiro maior do mundo. A Uber que revolucionou a forma de transportar pessoas construindo a maior rede de motoristas do mundo com o seu aplicativo. A AirBnB que criou a maior rede de hospedagem do mundo, sem investir um centavo na construção de hotéis. Sem contar a indústria de Marketing de Rede que, de longe, fatura mais que a indústria automobilística e do cinema juntas. Isso são apenas alguns exemplos que mostra onde está a riqueza do mundo hoje e o quão valorizada é a inteligência colaborativa neste contexto.

Em 2003 realizamos um trabalho consultoria e uma pesquisa na maior empresa de plano de saúde do Brasil da época,com o objetivo de aprimorar os processos produtivos. Na oportunidade mais de 85% dos entrevistados responderam entre outras perguntas, que poderiam produzir mais se tivessem mais colaboração. De lá para cá tenho me dedicado a encontrar ferramentas que ajudem no desenvolvimento da Inteligência Colaborativa.

Na época Daniel Goleman estava começando a difundir os seu conceitos de inteligência emocional o que nos ajudou muito no desenvolvimento de soluções tanto para o relacionamento com o cliente quanto entre colaboradores. Mais recentemente as novas descobertas da neurociência e também a inteligência relacional contribuíram neste sentido.

Venho desde de 1997 que foi quando coloquei esse site no ar, escrevendo sobre esse tema, difundido os conceitos do Marketing de Relacionamento e o valor do trabalho em redes colaborativas. Sempre acreditei no poder de influência e alavancagem das redes de contatos que chamo de webcontatos.

Na época com ajuda de alguns jornais impressos e portais que publicaram os meus artigos consegui em poucos meses, mais de 5000 pessoas inscritas interessadas em receber os meus artigos por e-mail. Isso numa época onde ainda não existia as redes sociais, demonstrando o quanto todos estavam empolgadas com o mundo de possibilidades que a rede de computadores pessoais podia proporcionar.

O que praticamente ninguém imaginava na época, que um movimento ainda maior viria; a rede de smartphone chamada internet 2.0 ou rede móvel que definitivamente mudou a nossa forma de nos relacionar. O que fez o Smartphone tornar-se em praticamente um membro do nosso corpo, pois sem ele nos sentimos perdidos e isolados.

Agora estamos vivendo mais um gigantesco movimento que promete ser várias vezes maior que os dois primeiros. Com um mercado estimado em trilhões de dólares a chamada Internet das Coisas (IoT) promete ser ainda mais revolucionária, conectando agora numa rede Colaborativa pessoas a objetos,

Mas por mais paradoxal que isso possa parecer, mesmo vivendo num mundo hiperconectado como o que vivemos hoje, ainda somos assombrados pelo sentimento de solidão. A Organização Mundial da Saúde afirma que a solidão e o isolamento social, já matam mais que acidentes de trânsito e o cigarro.

O que mostra o quanto ainda temos que desenvolver a inteligência relacional, emocional e colaborativa. Como Coach de performance comportamental, venho desenvolvendo ferramentas como o programa CHAVE DE CONQUISTAS que visa abrir possibilidade de se alcançar sonhos e objetivos, através da conquista de apoio e colaboração. Também com as OFICINAS DE INTELIGÊNCIA COLABORATIVA individuais e coletivas que trabalham estratégias e ferramentas que alavanquem resultados através da Inteligência Colaborativa.