Pastor Valdemiro Santiago sugere em vídeo que jovem que lhe deu facadas agiu à mando de terceiros

Pastor Valdemiro Santiago sugere em vídeo que jovem que lhe deu facadas agiu à mando de terceiros

São Paulo, SP - Um dos pastores mais conhecidos do Brasil, Valdemiro Santiago, sofreu um atentado durante o culto na manhã deste domingo na Igreja Mundial do Poder de Deus, no Brás, na Zona Sul de São Paulo.

Ele realizava o culto quando uma pessoa, identificada como Jonathan Gomes Higino, de 20 anos, ajudante-geral, o esfaqueou duas vezes no pescoço. O ataque ocorreu por volta das 8h, horário em que sua pregação estava sendo transmitida ao vivo para todo o país. 

O pastor foi hospitalizado e passou por cirurgia. Ele levou 25 pontos e não corre risco de vida. 

Em vídeo no hospital, ao lado de sua esposa, a bispa Franciléia, a vítima tranquilizou os fiéis dizendo que perdoa o criminoso. "Estava limpando as mãos, acabando de ouvir um milagre de um testemunho.

Entrou alguém que eu não sei, por trás, e me deu uma facada no pescoço. Mas fiquem tranquilos, a gente só vai quando Deus quer. Que Deus abençoe vocês e eu perdoo a pessoa que fez isso, não sei quem é, mas ela carece de perdão".

O pastor também afirma que já sofreu situações muito piores do que essa facada.  Agora no final da tarde ele gravou um novo vídeo ao lado da esposa e diz que perdoa o jovem e a pessoa que ele estava a mando.

A Polícia Civil de São Paulo prendeu o suspeito em flagrante. Ele foi contido por seguranças da igreja e levado para a 8ª DP (Bras). Segundo a polícia, o homem não é um fiel. Ele vai responder por tentativa de homicídio.

O ajudante geral Jonathan Gomes Higino, de 20 anos, afirmou em depoimento ao 8º Distrito Policial (Brás) que foi provocado pelo ministro durante um culto em julho de 2015. “Vamos crucificar ele”, teria lhe dito o apóstolo na ocasião. A informação foi divulgada pelo site da revista "Veja".

Comente esta Notícia