PF conduz 43 eleitores suspeitos de crimes eleitorais para prestar esclarecimentos

PF conduz 43 eleitores suspeitos de crimes eleitorais para prestar esclarecimentos

A Polícia Federal (PF) informou na manhã deste domingo (7) que, por volta das 10h, havia conduzido 43 eleitores para as superintendências da corporação para prestarem esclarecimentos por terem sido encontrados em situações suspeitas de crimes eleitorais ou em flagrante. Os dados foram divulgados no Centro Integrado de Comando e Controle das Eleições, em Brasília.

De acordo com a PF, a maior parte dos casos ocorreu no Ceará, com 13 eleitores conduzidos para prestar esclarecimentos.

O crime mais comum identificado até o momento, informou a corporação, foi o transporte ilegal de eleitores. Também foram identificados casos de boca de urna.

A votação para as eleições deste ano iniciaram no Brasil às 8h. Nos estados em que há diferença de fuso horário, as urnas foram liberadas quando a votação já estava em andamento em outras unidades da federação. O Acre, por exemplo, está duas horas atrás do horário de Brasília.

Em razão da biometria, há registro de filas enormas em diversas zonas eleitorais do país. Eleitores têm reclamado de terem ficado cerca de uma hora na fila para votar.