Polícia apreende Ferrari e outros carros de luxo em ação contra fraudes bancárias

Polícia apreende Ferrari e outros carros de luxo em ação contra fraudes bancárias

Policiais civis apreenderam na manhã desta quarta-feira (10) uma Ferrari e outros carros de luxo em uma operação contra fraudes bancárias em São Paulo. Pelo menos um suspeito de integrar a quadrilha foi preso.

Os criminosos conseguiram um programa de computador que invadia contas bancárias e desviava o dinheiro para contas fantasmas e de laranjas. Segundo o delegado José Mariano de Araújo Filho, que coordena os trabalhos, o esquema pode ter arrecadado R$ 400 milhões em 18 meses.

De acordo com agentes do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), da Polícia Civil, o alvo da ação são três principais operadores de fraudes contra clientes de estabelecimentos bancários e de crédito.

Segundo a investigação, foram criadas cinco empresas para movimentar o dinheiro obtido no esquema. Os escritórios ocupam o último andar de uma das torres de um importante centro empresarial no Itaim Bibi, bairro nobre da Zona Sul.

Os oito mandados de busca e apreensão têm como alvos carros que valem mais de R$ 1 milhão, como Ferraris, Lamborghinis, Audis, Porsches, Maseratis, além de joias de grifes internacionais, entre elas coroas, e computadores utilizados nas transações.

São cumpridos mandados de prisões na Zona Sul da capital, na Praia Grande, no litoral e na cidade de Francisco Morato, na Grande São Paulo.

Em uma residência os policiais encontraram uma mala com maços de notas de R$ 100. Armas de airsoft também foram apreendidas.

Intitulada Ostentação, a operação é encabeçada pelo Deic, com apoio de promotores do Núcleo de Investigações de Crimes Cibernéticos (Cyber Gaeco) do Ministério Público. Pelo menos 40 policiais civis, inclusive equipes táticas, participam da operação.