Revoltas Populares por João Silvino

Revoltas populares avizinham-se, talvez mais frequentes e intensivas. Sabemos que justiça com as próprias mãos não é um bom caminho.

Não faz muito tempo e a revolta popular causou a morte de uma dona de casa em Guarujá-SP, consequência de informações erradas divulgadas nas redes sociais.

Muita gente ainda se recorda das cenas em que ladrões apareciam amarrados em postes ou sendo linchados por populares. Tudo pode acontecer, enquanto as leis não mudarem e passarem a favorecer as famílias de bem deste país.

Não dá para aceitar a maneira sanguinária, em que uma pessoa é brutalmente assassinada, por um lixo humano que deveria estar preso e não desfilando como cidadão comum entre pessoas de bem.

Não dá para aceitar, que dois covardes bêbados, "encachaçados" ou tomados por forças malignas em suas almas maltratem, massacrem e matem um pai de família numa estação de metrô, sem que nenhuma força de segurança apareça. Garanto que, se alguém tivesse danificando qualquer parte do patrimônio público no mesmo local, logo seriam identificados por câmeras e seguranças.

Certeza também, que a polícia seria chamada até o local. As chamadas revoltas populares são inevitáveis no decorrer dos anos, cada vez que alguma injustiça for cometida, sobretudo com aval da própria justiça. Para quem pensa que revolta popular é algo moderno se engana, pois movimentos assim já existem há alguns séculos.

Citando algumas delas temos as chamadas revoltas populares tardomedievias, que foram uma série de revoltas e rebeliões populares na Europa, ocorridas entre os séculos XIV e XVI, geralmente por parte de camponeses em rebeliões populares na Europa que ocorreram entre os séculos XIV e XVI, geralmente por parte de camponeses em áreas rurais e burgueses contra a nobreza, abades e reis.

As revoltas são sempre motivadas por razões de instabilidades políticas, injustiças sociais, má divisão de renda entre povos mais necessitados, leis fracas, corrupções praticadas por políticos golpistas, justiça comprada entre outros.

O Brasil é hoje, o retrato de todos os motivos para uma grande levante e revolta popular contra todos os políticos, que fazem deste país a casa de mãe Joana.

João Silvino – Síndico Adm./ Santa Rosa/Guarujá/SP

Comente esta Notícia