Rússia proíbe a importação de carne bovina e suína do Brasil

Rússia proíbe a importação de carne bovina e suína do Brasil

A Rússia decidiu suspender a partir de 1o. de dezembro a importação de carne bovina e suína oriunda do Brasil depois da descoberta de várias substâncias proibidas, informaram os serviços veterinários.

Em um comunicado, a agência de regulação de produtos agrícolas Rosselkhoznadzor disse ter detectado ractopamina e outros hormônios de crescimento na carne brasileira.

A ractopamina é um aditivo alimentar utilizado para aumentar a massa muscular dos animais, o que é proibido na Rússia por seus possíveis efeitos negativo na saúde dos consumidores.

A agência russa disse ainda que foi preciso tomar “medidas severas para a proteção dos consumidores russos” impondo, a partir de 1o. de dezembro, restrições temporárias à importação de carne bovina e suína.

Esta decisão restringe ainda mais as fontes de importação de carne para a Rússia.

A importação na Rússia de produtos da União Europeia, Estados Unidos, Canadá e Austrália, entre outros países ocidentais, está proibida pelo embargo imposto em 2014 em respostas às sanções pela crise ucraniana.

Em fevereiro, a Rússia decidiu suspender a importação de carne bovina neozelandesa também por utilização de ractopamina.