Secretaria de Justiça oferece cursos de capacitação para reeducandos do sistema prisional de Rondônia

Secretaria de Justiça oferece cursos de capacitação para reeducandos do sistema prisional de Rondônia

Reeducandos recebem curso de capacitação visando a reinserção social na sociedade após cumprirem pena. Este ano já foram 21 municípios atendidos, 49 unidades contempladas com 163 cursos ofertados entre apenados do regime fechado, semiaberto e aberto. A previsão é atender em 2017  3.348 reeducandos nos cursos de capacitação, segundo a Secretaria de Estado da Justiça do Estado de Rondônia (Sejus).

O secretário da Sejus,  Marcos Rocha, explica que o trabalho desenvolvido pela Gerência de Reinserção Social (Geres) tem como objetivo a reintegração do indivíduo à sociedade, ofertando meios para que este esteja apto a seguir um novo caminho dentro da legalidade.  “O trabalho que fazemos com a pessoa privada de liberdade é pensando no bem estar da população que merece recebê-lo transformado para contribuir ao bem comum”, declarou Marcos Rocha.

Anderson Dias, gerente de Reinserção Social da Sejus, diz que a capacitação é uma grande ferramenta para reinserção do individuo à sociedade, seja formal ou informalmente, pois a maioria dos empresários não querem funcionários que passaram pelo sistema prisional. “Diante disso, procuramos capacitar na demanda do mercado. Se o egresso não conseguir se inserir no mercado formal, na sua comunidade, pode exercer as funções de cabeleireiro, pintor, pedreiro, eletricista, encanador, entre outros”

Atualmente, a Sejus tem termo de cooperação com 40 órgãos para utilização de mão de obra nas mais diversas áreas e setores do Estado.

Através do trabalho, os egressos do sistema prisional garantem equilíbrio, renda e melhor condicionamento psicológico, bem como melhor comprometimento social. Portanto, qualificar e ensinar um ofício enquanto cumprem a pena são maneiras eficazes para ressocializar os apenados. “Hoje a reinserção social vem investindo em cursos profissionalizantes com o intuito de capacitar os apenados do Estado de Rondônia para melhor utilização nesses convênios e prepará-los para o seu retorno ao eixo social”, pontuou Fabio Recalde, chefe de Núcleo de Reinserção Social da Sejus.

Neste ano, 3.348 apenados serão atendidos por esses cursos de capacitação, sendo 2.842 apenados do regime fechado, 286 apenados do regime semiaberto e 220 apenados do regime aberto. “Espero que esses homens e mulheres venham aproveitar a oportunidade que a Secretaria de Estado da Justiça está concedendo à eles e tomem decisões positivas para que nunca mais voltem ao sistema prisional do Estado de Rondônia”, finalizou o secretário Marcos Rocha.