Setembro Amarelo – Relação trabalho e suicídio

Setembro Amarelo – Relação trabalho e suicídio

As empresas estão dirigindo atenção às pessoas, para que suas atividades sejam valorizadas. Os funcionários, que possuem habilidades e são reconhecidos em suas competências, trabalham mais satisfeitos.

Essa é a preocupação das unidades de gestão de pessoas (UGPs) nas organizações modernas. Atualmente as pessoas são submetidas a um alto nível de comprometimento para manter seus postos de trabalho assegurados. Para superar expectativas e produzir com qualidade, os colaboradores trabalham sob pressão para que atinjam as metas previstas em processos de produção e serviços. Essa tendência, algumas vezes insana, leva a uma responsabilidade exagerada, e as pessoas podem se tornar agressivas, entre outros transtornos de humor.

A referência à agressividade provocada pelo trabalho passa por uma variação de tendências, que pode oscilar entre o comportamento depressivo até a autoagressão. Esse tipo de atitude apresenta fatores de risco para o suicídio com frequências crescentes. No período 2016-2017, os casos registrados no Brasil demonstram que, a cada dia, ocorreram 31 suicídios. Esse quadro não representa a totalidade, que é ainda maior, considerando os casos não registrados.

O Sebrae em Rondônia, com seu trabalho de gestão de pessoas, faz parte da campanha Setembro Amarelo de Prevenção ao Suicídio. Nas sextas-feiras desse mês, os colaboradores usam uma camisa amarela com o contato do Centro de Valorização da Vida (CVV), que presta serviço voluntário e gratuito de apoio emocional a todos que discam o número 188, ou procuram os 70 postos que atendem de forma presencial. Também neste mês, a sede e os escritórios regionais do Sebrae em Rondônia estarão iluminados na cor amarela, para enfatizar a cor-símbolo da prevenção ao suicídio.

Conhecendo a realidade dos pequenos gestores, que nem sempre vencem os problemas da alta carga tributária e fecham seus pequenos negócios, muitas vezes com depressão, o Sebrae dedica-se a valorizar a vida. Neste mês, a UGP realizou palestra de prevenção ao suicídio com a psicóloga Beatriz Ximenes, que orientou os colaboradores a bem atender os empresários que enfrentam dificuldades na gestão de seus negócios.