Vigilância interdita cela e depósito da Central de Polícia em Porto Velho

Vigilância interdita cela e depósito da Central de Polícia em Porto Velho

Porto Velho, RO - A Vigilância Sanitária interditou uma das quatro celas da Central de Flagrantes e também um dos depósitos da delegacia, nesta sexta-feira (6), em Porto Velho. A interdição ocorreu após aágua dos sanitários das celas transbordarem e alagarem o local.

Segundo a Central, os próprios presos são quem entopem as latrinas com peças de roupas e marmitas, causando a alagação das celas.

De acordo com a delegada e diretora da Central de Flagrantes, Roseli de Lima, a interdição aconteceu por questãos de insalubridade no local. "As condições de trabalho estão insalubres na delegacia", fala.

Como no final de semana a delegacia fica mais movimentada, por causa de presos da Lei Seca, por exemplo, a delegada falou que já avisou a Secretaria de Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec) sobre a falta de espaço nas outras três celas.

"No final de semana tem operação da Lei Seca, não sei como irá ficar as celas. Mas a Sesdec já foi informada", disse.