Violência em Bogotá deixa cinco mortos

Violência em Bogotá deixa cinco mortos

Porto Velho, RO -  Pelo menos 5 pessoas morreram nesta quarta-feira (9), durante os violentos protestos desencadeados em Bogotá pela morte do advogado colombiano Javier Ordóñez, que perdeu a vida depois de ser violentamente dominado por dois policiais, que aplicaram vários choques elétricos com uma pistola taser no Bairro Villa Luz, no município de Engativá (oeste de Bogotá).

A informação foi confirmada pelo Ministro da Defesa colombiano, Carlos Holmes Trujillo, que ofereceu "uma recompensa de até 50 milhões de dólares (cerca de 13.444 dólares) por informações que levem à captura dos autores do assassinato de 5 pessoas durante este dia violento em Bogotá e no município de Soacha, bem como pelos responsáveis ​​por atos de vandalismo ”.

A morte de Ordoñez na quarta-feira fez com que centenas de pessoas lotassem as ruas de Bogotá, Cali e Medellín. Graves motins devastaram parte da capital colombiana, especialmente nas cidades de Bosa, Suba, Kennedy e Engativá. Segundo relatórios da polícia, os manifestantes atacaram 27 Comandos de Ação Imediata (CAI) e incendiaram outros 12.

Na noite de terça-feira, Ordóñez foi detido pela polícia por supostamente não cumprir as restrições de quarentena. Ele foi submetido a atos violentos por policiais. Ordóñez e um amigo foram presos e transferidos para o Comando de Ação Imediata (CAI). Segundo uma testemunha, os policiais o "espancaram até a morte".

Informações da RT