ZEKATRACA- Lenha na Fogueira

 É o Galo cantando nas ruas/Paquerando as franguinhas/E as coroas 

seminuas/O Galo avisa, pra você não se enganar/Se ficar com franga 

feia/vai nascer pintinhos/Com a cara do Paulo Fuá...

Esse refrão da marchinha de autoria do José Luiz Machado de Assis – 

Torrado, levantou a galera que prestigiou o concurso de marchinhas e frevos 

do Galo da Meia Noite que aconteceu no Mercado Cultural no último sábado. 

Só quem não entendeu o recado do público, foi juri, que classificou a obra do 

Torrado em 2° lugar, quebrando toda as expectativas, inclusive da maioria 

dos compositores concorrentes.

Dez marchinhas foram apresentadas na seguinte ordem e parcerias: 

Waldison Pinheiro; Sílvio Santos; Sílvia Pinheiro e As Pastoras do Asfaltão; 

Carlinhos Maracanã e Jair Monteiro; José Luiz Machado de Assis – Torrado; 

Toninho Tavernard; Dimarcy, Cabo Sena e Dimas Junior; Trio de Ouro 

(Bainha, Oscar e Zé Baixinho); Cristóvão Nascimento; Alkbal Sodré.


A festa começou com a Banda Carijó agora sob a regência do Mário Nilson 

do Cavaco tocando marchinhas do Galo de carnavais passados. “Isso é que 

já deveria vir acontecendo no Galo, tocar apenas suas marchinhas que são 

ótimas” comentava o folião Cezinha do Bloco da Coruja.

O concurso propriamente dito começou as 20h45, com um minuto de 

silêncio em homenagem à Chapecoense.

Os jurados Denis Carvalho, Flávio Daniel, Ronildo Carvalho, Júlio Yriarte e 

Paulinho Rodrigues classificaram os concorrentes da seguinte maneira:

Em 1° lugar com 136,5 pontos Trio de Ouro (Bainha, Oscar e Zé Baixinho); 2° 

lugar com 134,8 pontos Torrado; 3° lugar com 134,3 pontos Carlinhos 

Maracanã e Jair; 4° lugar com 133,1 Sílvia e as Pastoras empatada com 

Toninho Tavernard; 5° lugar com 132,7 pontos Sílvio Santos empatado com 

Dimarci, Cabo Sena e Dimas Jr; 6° lugar com 132,4 Waldison Pinheiro; 7° 

lugar com 132,00 pontos Cristóvão Nascimento e em 8° lugar com 120 

pontos Alkbal Sodré.

Assim que o resultado foi anunciado, a natureza, como se estivesse 

lamentando a equivocada pontuação dos jurados, fez cair torrencial chuva, 

impedindo que a parceria vencedora festejasse o feito.


Lenha na Fogueira

O final da semana que passou foi dos mais movimentados em se falando de eventos.

*******

Sexta feira em comemoração ao Dia Nacional do Samba tivemos mais uma edição do Samba Autoral no bar do Calixto que só não foi melhor, porque alguns compositores preferiram prestigiar o show do Diogo Nogueira que aconteceu justamente naquele dia.

********

Pois é, fui um dos que deixaram o Samba Autoral pela metade e foi para a Talismã 21 assistir o Diogo Nogueira cantar. Foi um show de primeira. Quem já havia assistido o cantor carioca em shows inclusive no Rio de Janeiro como nós, pode falar de carteirinha que o show apresentado na III Festa do Madeira foi muito melhor.

********

Só quem não foi bom foi o público. Não se por falta de maior divulgação ou porque o estilo musical samba em Porto Velho já não consegue reunir muitos adeptos.

********

Podem anotar, a III Festa Madeira com Jonas & Jairo, Diogo Nogueira e Gabriel Parada não chegou a reunir na Talismã 21 Duas Mil Pessoas. Muito pouco para um artista do naipe do Diogo Nogueira e com um agravante a entrada era praticamente franca, pois, o sambista tinha apenas que trocar o ingresso pro um quilo de alimento.

********

O ingresso para show do Diogo Nogueira em outras praças não custa menos de R$ 100 e se não se comprar com antecedência fica de fora. Aqui foi de graça e deu pouca gente.

********

Acontece que nossas rádios não tocam samba e com isso os cantores desse estilo musical, não são tão conhecidos como os de música sertaneja. Esse é o problema.

*******

Ainda por cima muitos sambistas preferiram prestigiar o Samba Autoral e a Fina Flor do Samba que aconteceram no mesmo dia.

********

Sábado a festa do samba continuou com o show do Carlinhos Moreno no Mirante Madeira que contou com as participações especiais dos sambistas locais, Sílvio Santos, Ernesto Melo e Beto Cezar. Foi muito legal o Mirante Madeira é um ambiente muito aprazível e tem a Gioconda Trivério como cerimonialista. É uma vista maravilhosa do nosso Rio Madeira. Acho que o pagode aos sábados vai pegar. Sábado passado tinha muita gente.

********

Ainda no sábado aconteceu o encontro dos integrantes do Grupo Watts App União dos Jornalistas que aconteceu mais uma vez na sede do Clube dos Advogados. O Grupo é coordenado pela jornalista Yalle Dantas e faz o maior sucesso. Vários colegas do interior marcaram presença e desgustaram a feijoada patrocinada pela direção da Banda do Vai Quem Quer leia-se Siça Andrade.

*******

Marilza Rocha, Maríndia Moura, Daiana Costa, Mara da Banda, Lenilson Guedes e mais uma boca de colegas que no momento os nomes me fogem à memória. O certo é que a cada ano a confraternização concentra mais colegas da capital e do interior. Parabéns a equipe da Yalle pela organizada festa.

********

Este ano a turma doou livros que serão entregues para os coordenadores da biblioteca do terminal de ônibus do camelódromo. Outro dia, a turma distribuiu brinquedos assim como já serviu sopa aos desabrigados ou moradores de rua. Breve uma nova ação do União dos Jornalistas vai acontecer. É isso aí jornalistas!

********

Agora a grande festa mesmo foi o concurso de marchinhas promovido pelo Galo da Meia Noite sábado no Mercado Cultural.

********

Dez marchinhas concorreram ao prêmio. Aliás o prêmio não foi o mais importante. O mais importante da festa foi a integração do público com a produção musical carnavalesca dos nossos compositores.

********

Independente do resultado a diretoria do Galo merece todos os elogios pela iniciativa. Parabéns!

*******
Sucesso mesmo quem fez foi a marchinha do Torrado que finalizava com um verso sobre o Paulo Fuá e a cada refrão o Paulete Fuá se esbaldava dizendo. “Eu quero é estar na mídia”.​

 

Comente esta Notícia