Sedam retoma plano de recuperação de nascentes em Cacoal

 Sedam retoma plano de recuperação de nascentes em Cacoal

Porto Velho, RO - Ao retomar um trabalho iniciado há pouco mais de dois anos no município de Cacoal, o Governo de Rondônia dá sequência ao plano de recuperação de nascentes de rios em áreas de preservação permanente nas regiões Leste e Sul  do Estado. Além de Cerejeiras, a Secretaria Estadual do Desenvolvimento Ambiental (Sedam) está atuando em Cacoal. Segundo informou o secretário da Sedam, Marcílio Leite Lopes, esse trabalho deverá ser concluído até o final de 2022.

 

Cacoal tem 3,7 mil km², 85 mil habitantes, renda per capita de R$ 25 mil, é pujante na agricultura, notadamente a familiar e também na pecuária, que se estende por 221 mil hectares. Segundo o censo do IBGE, o município possui 1.658 ha de pastagens naturais; 171,8 mil ha plantadas em boas condições; 1,4 mil em más condições; o plantio na palha totaliza 409 ha; e ali são cultivados apenas 180 ha de florestas plantadas. A irrigação utilizada por proprietários rurais abrange 3,9 mil ha. Ao todo, Cacoal tem 3.814 estabelecimentos agropecuários. “Consequentemente, a zona rural que produz também usa muita água”, observa Marcílio Lopes.

 

Devido ao excessivo uso da água e da falta de ações no sentido de se promover com intensidade a recuperação de nascentes e de áreas de preservação permanente, a Sedam organiza atuação mais ampla em Cacoal.

 

“Alguns obtêm a autorização (outorga) desse uso pela Sedam, outros não, daí existir uma pressão muito grande contra os recursos hídricos”, ele explica.

 

A Sedam estuda com a prefeitura a organização de duas frentes de trabalho para a recuperação de nascentes o mais rápido possível. Os recursos financeiros, conforme Lopes, são provenientes da compensação da exploração mineral no Estado. “O dinheiro entra para a Sedam promover esse tipo de serviço de alta utilidade no campo”. Cerca de R$ 1,9 milhão serão destinados exclusivamente a Cacoal.

 

 

Apoiados pela Sedam, sitiantes se preparam para o controle do uso da água na zona rural do município de Cacoal

 

O secretário informou que a Assembleia Legislativa votará ainda este mês a aprovação de uma patrulha com um caminhão caçamba, duas retroescavadeiras, e a aplicação de aproximadamente 4,5 mil metros cúbicos de pedra rachão nas obras na zona rural de diversos municípios, totalizando investimentos de R$ 340 mil.

 

A retro ajuda a desassorear e faz curvas de nível e o caminhão transporta a pedra rachão. Serão também investidos mais R$ 300 mil na reestruturação e ampliação do viveiro de mudas e da estrutura anexa no município.

 

Em Cerejeiras, no Sul do Estado, a 800 quilômetros de Porto Velho, a Sedam apoia sitiantes na recuperação das nascentes do Igarapé Branco (conhecido por rio Araras). A Sedam também prevê obras semelhantes às de Cerejeiras e Cacoal, em Rolim de Moura, na Zona da Mata. “Temos diversas bacias precisando melhorar o seu potencial hídrico”, acrescentou Marcílio Lopes.