A categoria está no limite diz líder caminhoneiro sobre ameaça de greve

A categoria está no limite diz líder caminhoneiro sobre ameaça de greve

Wallace Landim, o Chorão (Foto: Arquivo Pessoal)

Porto Velho, RO -  O caminhoneiro Wallace Landim, conhecido como “chorão”, que liderou a greve da categoria em 2018, afirmou que a situação atual é pior que a registrada durante o governo Michel Temer e que o projeto aprovado pela Câmara dos Deputados para alterar os índices das alíquotas do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) é apenas “transferência de responsabilidade”.

“Fazemos reivindicações da categoria há três anos e o governo não fez nada. A categoria está no limite”, disse Landim ao site Metrópoles. Os caminhoneiros planejam uma nova paralisação, em razão dos seguidos aumentos nos preços dos combustíveis, para o dia 1 de novembro.  

Segundo ele, o objetivo da greve é “lutar pela nossa sobrevivência, porque temos a informação de que a gasolina ia subir mais 8% até dezembro. Eles [o governo] não estão preocupados com o trabalhador, são negacionistas”. “A proposta que está sendo feita pelo governo é nada mais do que transferência de responsabilidade para os governadores. Não vai adiantar a longo prazo”, disse ele sobre a proposta que muda as regras do ICMS.