Campeões do 1º Concurso de Qualidade e Sustentabilidade do Cacau de Rondônia recebem premiação nesta quinta-feira, 25

Campeões do 1º Concurso de Qualidade e Sustentabilidade do Cacau de Rondônia recebem premiação nesta quinta-feira, 25

Com incentivo do Governo de Rondônia produtores introduzem novos clones de cacau nas lavouras

Porto Velho, RO - A solenidade de premiação dos campeões da qualidade do cacau rondoniense acontecerá nesta quinta-feira (25), para coroar o sucesso do 1º Concurso de Qualidade e Sustentabilidade do Cacau de Rondônia (Concacau). O evento acontece no município de Jaru, a partir de 9 horas, na Praça José Eustáquio, localizada à Rua Florianópolis, 2856, Setor 2. 

O Concacau promovido pelo Governo de Rondônia teve início nesta quarta-feira (24), com a realização das amostras das amêndoas de cacau coletadas pela Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-RO), junto aos produtores inscritos no concurso, foram avaliadas pelo Centro de Inovação do Cacau de Ilhéus na Bahia.

A premiação e pronunciamentos das autoridades locais e do Estado, acontecerá com a presença do gestor da Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), Evandro Cesar Padovani; e do presidente da Emater, Luciano Brandão.

As amostras que conseguiram as melhores notas na avaliação físico química das amêndoas, foram processadas e transformadas em chocolate, e agora passam por mais uma prova na noite desta quarta-feira em Jaru, para avaliar os aspectos sensoriais do chocolate feito com o cacau de Rondônia.

Os chocolates a serem degustados durante a avaliação, foram processados pelo Centro de Inovações do Cacau, na Bahia. A Câmara Setorial do Cacau, é a organizadora do concurso nomeou uma comissão formada por autoridades locais e regionais para degustar os chocolates e emitir opiniões sobre sabor, aromas, textura e outras propriedades organolépticas do produto.

cacau

Amostras de amêndoas de cacau foram avaliadas pelo Centro de Inovações de Cacau da Bahia

As amêndoas que deram origem aos chocolates concorrentes passaram por rigorosas análises técnicas nos laboratórios do Centro de Inovações do Cacau, e só as melhores amostras passaram para a fase de produção do chocolate, que concorrem no “Concacau Rondônia”.
O resultado do concurso é aguardado com ansiedade pelos produtores, e pelas indústrias processadoras de cacau, que buscam produto de qualidade e com histórico de boas práticas de produção, inclusive daquelas relativas à sustentabilidade ambiental.

Quanto melhor for a qualidade do cacau, maior será a procura pelo produto rondoniense, com a consequente correspondência nos preços do produto, como se espera das leis do mercado. “Os produtores de Rondônia seguem o exemplo do que já aconteceu na cultura do café, que alcançou excelentes resultados com a introdução da tecnologia da clonagem das plantas e com o incentivo à melhoria da qualidade do produto. Agora o cacau segue a mesma trilha, inclusive já iniciou as tratativas para a criação de um certificado de origem geográfica para o cacau de Rondônia”, diz o presidente da Câmara Setorial do Cacau Francisco Ildenburg Costa Bezerra.

O evento contará coma participação do vice coordenador do conselho regulador da identificação geográfica do cacau de Tomé Açú, do estado do Pará, Silvio Kasuhiro Shibata. Também estará como palestrante, vinda da Bahia, a gerente de qualidade do Centro de Inovações do Cacau, Adriana Reis, que vai falar sobre o potencial do cacau brasileiro no mercado de qualidade.