Casos de violência doméstica com lutadores reacendem debate sobre saúde mental no esporte

Casos de violência doméstica com lutadores reacendem debate sobre saúde mental no esporte

Jon Jones (Foto: Reuters/Stephen R. Sylvanie)

Porto Velho, RO - Por Paulo Victor Soares, Metrópoles - Nas últimas semanas, o MMA foi notícia no mundo, mas não pelos golpes ou finalizações dentro do octógono. Lutadores renomados foram presos sob a mesma acusação: violência doméstica.

Ambiente como complicador

O caso de maior repercussão com certeza foi o de Jon Jones. O ex-campeão dos meio-pesados do UFC havia acabado de entrar para o Hall da Fama do evento quando acabou preso por suspeita de agredir a esposa.

E não trata-se de um caso isolado. Jones já foi preso outras vezes e por outros delitos. Para Fauzi Mansur, psicólogo, mestre e doutor em Psicologia pela UFRJ, o ambiente surge como influenciador aos rompantes de fúria, como nos casos de Jones, Liddell e Peña.