Disney pode entrar no mercado de apostas esportivas em 2022

Disney pode entrar no mercado de apostas esportivas em 2022

Uma das maiores empresas de entretenimento do mundo, a Disney está redesenhando sua estratégia de atuação a nível mundial. A companhia, conhecida por lançar desenhos como Mickey e Pato Donald, pretende entrar com força no mercado de apostas esportivas no ano que vem. A ideia de estar vinculado a sites e plataformas desse mercado, como a www.casasdeapostas360.com.br, foi revelada pelo CEO da empresa, Bob Chapek, há uma semana.

Segundo Chapek, a ideia é que a Disney Company utilize a inserção da ESPN, tradicional canal esportivo, com bases no mundo inteiro, incluindo o Brasil, para aproximar o público que acompanha esporte e uni-lo ao mercado de apostas. 

“Estamos caminhando para uma maior presença nas apostas esportivas online e, dado nosso alcance e escala, temos o potencial de fazer parceria com terceiros neste espaço de uma forma muito significativa”, disse Chapek durante um evento para analisar os resultados da empresas.

A utilização do canal voltado às transmissões esportivas não tem a ver só com sua proximidade com os esportes. A ideia é aproveitar um momento positivo da ESPN no mundo, após cortes e demissões em 2020.O serviço de streaming ESPN + aumentou o número de assinantes em 66% em 2020.

Além disso, 90% das transmissões mais assistidas nas redes de TV de propriedade da Disney no ano passado foram eventos esportivos. Outro fator importante é que a Disney fechou um acordo de 10 anos com os direitos da NFL que começa em 2023. A empresa não descarta adquirir os direitos de transmissão de outros eventos de relevo no mundo dos esportes.

“Acreditamos que as apostas esportivas são uma oportunidade muito significativa para a empresa e tudo é impulsionado pelo consumidor”, afirma Chapek. “É impulsionado pelo consumidor, particularmente o consumidor mais jovem, que irá abastecer os fãs de esportes ao longo do tempo e seu desejo de ter o jogo como parte de sua experiência esportiva.”

Para atrair um público mais jovem, disse Chapek, a Disney deve “considerar seriamente entrar no jogo de uma forma mais ampla, e a ESPN é uma plataforma perfeita para isso”. 

A ESPN tem feito testes para saber como entrar no mercado de apostas. No ano passado, a empresa fechou acordos com empresas de entretenimento para criar um link para suas apostas esportivas no ESPN.com. Seria uma forma de explorar a marca da empresa em parcerias com alguns sites. Fontes ouvidas pela revista Forbes informam que o acordo pode valer até 3 bilhões de dólares.

“Há um longo caminho entre a incorporação da ESPN como um modelo de negócios e o licenciamento.” afirmou Chapek no evento. Ele complementou.  “Digamos apenas que nossos fãs estão realmente interessados ​​em apostas esportivas e que nossos parceiros nas ligas tenham interesse em apostas esportivas, portanto, estamos interessados ​​em apostas esportivas. 

Desde que a Suprema Corte dos Estados Unidos derrubou a proibição das apostas esportivas em 2018, 32 estados nos EUA, e a capital Washington,  estão abrindo as portas para os sites de apostas esportivas. A receita do primeiro semestre deste ano bateu  24 bilhões de dólares, mais de R$ 100 bilhões, de acordo com dados da American Gaming Association.