Frajola, Doidão, Flecha e Delegado são denunciados por homicídio e tentativa de homicídios em Machadinho

Frajola, Doidão, Flecha e Delegado são denunciados por homicídio e tentativa de homicídios em Machadinho

Porto Velho, RO - Quatro pistoleiros foram denunciados pelo Ministério Público ao 2º. Juízo da Comarca de Machadinho D´Oeste, região da Bacia Leiteira de Rondônia, pelo assassinato de Leandro Grigório de Oliveira e a tentativa de homicídio contra outras seis trabalhadores rurais, na Fazenda Jatobá.

Os quatro pistoleiros foram identificados como Adeilson Gonçalves Cavalheiro, vulgo ´Flecha´, ´Josué´, ´João de Deus´ e, ´Perna´; Maycon Willians dos Santos, vulgo ´Frajola´, Mário Dornelas Costa Junior, vulgo ´Delegado´, além de Marcos Dione de Jesus Cruz, vulgo ´Doidão´.

Leandro Grigório morreu no local com um tiro no braço; as outras vítimas - Fábio Gomes de Lima Silva, Helias Bretas Duarte, Lidier Izidio Limeira, Edson Gonçalves Barbosa, Aislan de Aguiar Maroto e Reginaldo Maroto, escaparam com vida, após sem atingidos e fugirem do local, se homiziando em uma casa em construção.

O crime aconteceu na madrugada dia 24 de julho de 2021 e, vitimou sete pessoas. Os acusados agiram em forma de emboscada, aproveitando-se do horário de descanso dos trabalhadores. A fazenda estava sendo alvo de invasões desde o ano de 2019 e chegou a ser alvo de várias operações a mando da Justiça.

Os acusados, segundo a Polícia Civil, fazem parte de uma organização criminosa que tentava há três anos grilar a área, através de ações armadas intimidatórias, acompanhadas de ações violentas, e com o uso de armamento pesado de grande poder de fogo.

No local onde quase ocorreu uma verdadeira chacina foram encontrados vários estojos de munição deflagrados, com destaque para os calibres.30 cal. 12 e cal. 9mm, e ainda munições intactas. Na estrutura de alvenaria, ainda ficaram as marcas resultantes dos disparos.

De acordo com a Polícia Civil, Maycon Willians dos Santos, vulgo “Frajola”, foi preso no dia 27.07.2021, em Mirante da Serra/RO, e estava baleado. Na ocasião de sua prisão ele confirmou ter participado da ação que resultou na morte de Leandro e alegou que o ataque teria sido liderado pelo Marcos Dione de Jesus Cruz, vulgo “Doidão”.

A vítima Reginaldo disse em seu depoimento que chegou a ser baleado e se abrigou no cômodo da casa em construção. Ele lembra que um homem com sotaque diferente gritava como se estivesse comemorando, e ouviu os indivíduos chamarem por “Frajola, “Flecha”, “João” e Jacaré, cujos nomes não saem de sua mente.

Com as investigações em andamento concluiu-se que, os homicídios tentados e consumado foram planejados e executados por integrantes da mesma organização criminosa atuante na área da Fazenda Jatobá.

Uma quebra de sigilo telefônico dos investigados, apurou-se, por meio do histórico de chamadas, que Maycon Willians dos Santos, vulgo “Frajola”, no dia 24.07.2021 (data dos fatos), por volta das 00h54min, realizou contato telefônico com Mario Dornelas da Costa Junior, vulgo “Delegado”, sendo que a bilhetagem das operadoras apontou que ambos os terminais utilizados pelos denunciados estavam sendo utilizados na região da Fazenda Jatobá, onde ocorreram os crimes

“O crime teve motivação fútil, eis que as vítimas se recusaram a deixar a fazenda invadida”, diz trecho da denúncia feita pelo MP.