Inteligência dos EUA afirma que China estava construindo base militar secreta nos EAU, revela jornal

Inteligência dos EUA afirma que China estava construindo base militar secreta nos EAU, revela jornal

Porto Velho, RO - Sputnik - De acordo com fontes familiarizadas com a situação, há quase um ano atrás, imagens de satélite do porto de Khalifa revelaram estranhos trabalhos de construção no interior de um terminal de contêineres construído e gerido pelo consórcio chinês COSCO.

Embora as informações iniciais fossem inconclusivas, imagens de satélite obtidas na primavera teriam levado as autoridades dos EUA a acreditar que a China estava construindo uma base militar perto do porto.

Segundo o jornal, a administração Biden teria ficado tão preocupada que iniciou uma campanha diplomática para persuadir as autoridades dos EAU de que o local servia uma função militar e que as obras deveriam ser interrompidas.

 Fontes teriam afirmado que o governo dos Emirados, que abriga forças militares dos EUA, parecia não ter informação sobre as alegadas intenções da China.

"Os Emirados Árabes Unidos nunca tiveram acordo, plano, conversações ou intenção de hospedar uma base militar chinesa ou posto avançado de qualquer espécie", disse um porta-voz da embaixada dos EAU citado pelo jornal.

Segundo a mídia, entre outros indícios, as agências de inteligência dos EUA descobriram a escavação de um grande fosso no solo para construir um prédio de vários andares e a instalação de vigas.

Alegadamente para evitar que fosse visto em determinado período, o local do edifício teria sido coberto. No entanto, as fontes se recusaram a especular sobre o propósito da alegada estrutura militar.

Anteriormente informou-se que EUA poderiam cancelar a venda de caças F-35 aos Emirados Árabes Unidos por causa dos laços com a China.