Secretaria da Agricultura participa do 1º Workshop de Cadeias de Produção Prioritárias da Amazônia

Secretaria da Agricultura participa do 1º Workshop de Cadeias de Produção Prioritárias da Amazônia

Porto Velho, RO - A Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), participou esta semana do 1º Workshop de Cadeias de Produção Prioritárias da Amazônia, por videoconferência, que tem como objetivo discutir soluções e propostas para o fortalecimento das cadeias de produção agroflorestais de maior relevância social e econômica da região Norte. Foram quatro dias de evento, composto por oito workshops com mais de 60 atividades, envolvendo mais de 100 convidados entre conferencistas, palestrantes, debatedores e moderadores.

 

O evento, promovido pelo núcleo regional Noroeste da Sociedade Brasileira de Ciência do Solo (SBCS), tem como principais realizadores a Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam), a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Seagri, Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac) e a Universidade Federal de Rondônia (Unir).

 

Na terça-feira (27), o secretário da Seagri, Evandro Padovani, participou do Workshop da Cadeia de Produção do Cacau, onde debateu sobre as Políticas públicas para a expansão e consolidação da cacauicultura em Rondônia. “Nesse workshop tive a oportunidade de abordar a importância da cadeia produtiva do cacau da região. É um evento que vai somar com a política agrícola para cacauicultura que, nos últimos anos, o Estado de Rondônia vem implementando com a expansão da lavoura e com o uso de novas tecnologias, visando buscar novos mercados”, destacou.

 

Conforme disse o técnico em agropecuária geógrafo da Seagri e coordenador do workshop da Cadeia de Produção do Cacau, Francisco Anithoan, o evento discutiu as tecnologias e oportunidades de mercado no Brasil. “Debatemos a política agrícola para a cacauicultura de Rondônia, que vai se somar com um grande projeto da Zona de Desenvolvimento Sustentável (Amacro) que envolve três estados: Amazonas, Acre e Rondônia. A Seagri tem feito a sua parte com a execução de várias ações de incentivos para o setor”, disse.

 

Na quinta-feira (29), a Seagri participou do Workshop da Cadeia de Produção de Peixes Nativos, com a participação da gerente de Desenvolvimento de Aquicultura e Pesca da Seagri, Maria Mirtes. O evento reuniu os temas importantes da cadeia do peixe, como rastreabilidade, sanidade, genética, industrialização, tecnologia da informação aplicada à aquicultura, modelos de integração e mercado. Profissionais do Ministério da Agricultura (Mapa) apresentaram durante o workshop, as normas de produção exigidas pelo ministério principalmente referentes ao programa de sanidade aquícola “Aquicultura com Sanidade”.

 

“Durante o evento, apresentei o panorama da piscicultura do estado e como estamos trabalhando para fomentar o setor. Também foi uma oportunidade para os pesquisadores apresentarem os resultados das suas pesquisas aplicados à cadeia produtiva do peixe, além de mostrar o que podem nos oferecer em termos de apoio científico à algumas das nossas questões de produção como sanidade”, explicou Mirtes.

 

O evento, voltado para produtores, técnicos, estudantes das áreas técnicas e interessados, aconteceu de forma on-line. “Foi muito importante para as cadeias produtivas da região Norte, onde tivemos a oportunidade de conhecer as dificuldades e os avanços dos estados participantes. Nós estamos trabalhando fortemente para desenvolver as cadeias produtivas de nosso Estado, com a execução de diversas ações”, ressaltou Padovani.